Esgotamento Limpa Fossa

Esgotamento Limpa Fossa





O Serviço de Limpa Fossa é um dos serviços mais buscados nas desentupidoras. A Fossa Séptica é um dos sistemas de esgoto mais antigos e, também, um dos mais eficientes para o tratamento da água. Nesse artigo, falaremos sobre a fossa séptica, sua importância e função, além de como é feito o desentupimento. Confira.

O esgoto das grandes cidades é um complexo sistema de ligação de tubulações em prédios, comércios e residências, por onde passam os dejetos fisiológicos líquidos e sólidos e seguem para estações de tratamento, garantindo que a água utilizada volte para a natureza com qualidade. Enquanto isso, em residências mais antigas e principalmente em pequenas cidades e na região rural, o uso mais conhecido é da fossa séptica. A Fossa Séptica é o sistema de esgoto mais antigo que se tem conhecimento, e consiste em um método bastante simples de armazenamento e tratamento de dejetos fisiológicos. Ligada ao vaso sanitário e ralos, a fossa séptica é uma caixa onde os dejetos são acumulados e acontece a separação por decantação entre líquidos e sólidos. Ao ser eliminado os líquidos, os dejetos sólidos se compactam no fundo da caixa e com o tempo, é necessária a limpeza para evitar entupimentos.

As fossas sépticas apresentam vários tipos, desde as mais rudimentares até as mais modernas. Confira as mais comuns:

Fossa Seca ou Negra
Em muitas áreas rurais, é comum a fossa seca, que consiste em um buraco cavado no solo e onde é armazenado os dejetos lançados. Sem a utilização de água ou canos, o buraco não é muito profundo, justamente para facilitar a limpeza.

Geralmente é feito um local privativo ao redor para definir como um banheiro, e pode haver a colocação de madeira ou algum tipo de superfície para tampar o buraco.

Com o tempo, conforme enche a fossa, os dejetos podem ser retirados ou enterrados e para evitar o mau cheiro, é comum adicionar borra de café ou cal por cima da sujeira.

A Fossa negra é similar, com a diferença que os dejetos podem não ser enterrados, apenas abandonados ao ar livre. O problema da fossa negra é que geralmente os dejetos podem contaminar o solo.

Fossa de pedra
A Fossa de pedra é basicamente uma fossa seca com pedras no fundo, que auxiliam na absorção de líquidos e onde os dejetos sólidos ficam retidos.

Fossa Séptica
A fossa séptica comum consiste em uma caixa com encanamento ligado ao imóvel, onde é retido dejetos fisiológicos como urina e fezes.

Ao cair na fossa, esses dejetos se separam através da decantação, ou seja, os dejetos sólidos se sedimentam embaixo, enquanto os líquidos são eliminados através de um encanamento chamado sumidouro.

Essa eliminação faz com que o líquido volte com mais pureza a natureza, evitando qualquer tipo de contaminação.

Fossa ecológica Biodigestora
Com o uso de caixas de PVC, similares a os reservatórios usados para armazenar água, as fossas biodigestoras tem a função de tratar a água e reutilizá-la para irrigação, assim como os dejetos, já sedimentados, como esterco, dando uma finalidade mais natural e sem nocividade ao meio ambiente.

Independente do tipo de fossa, é vital a manutenção e desentupimento, o que irá garantir que o sistema de esgoto se mantenha normalizado constantemente.

O indicado é que a fossa séptica fique, até 4 metros da residência e deve haver uma pequena inclinação no terreno para facilitar, por gravidade, a descida e depósito dos dejetos. Quanto mais próximo do imóvel, maiores as chances da fossa exalar cheiro ruim, principalmente quando está muito cheia e entupida. Por isso, é vital que tenha uma distância significativa.

Se for uma fossa séptica comum, a água é tratada naturalmente pelo processo de decantação. O importante é que a fossa séptica não fique cheia e entupa, pois, nesse caso, a água não será tratada e nem descartada corretamente, oferecendo riscos à natureza.

As fossas sépticas podem ser construídas de alvenaria, bastando construir uma caixa quadrada ou redonda. Para uma família de 4 pessoas, a fossa deve ter 68 x 50 cm e capacidade de 1.000 litros. Em geral, a profundidade de uma fossa deve ser de 50 cm e 1 metro, dependendo do tipo de fossa. Fossas como as biodigestoras, podem ser mais profundas.

A fossa séptica e o sumidouro fazem parte de um mesmo fim. A Fossa é a caixa em si, onde é retido os dejetos e detritos. Já o sumidouro, é o encanamento por onde a água tratada é expelida da caixa. O sumidouro é de vital importância na fossa, pois a água ao sair por ele, estará com pureza próxima do normal, com menor poluição e baixo risco de contaminação do solo e afluentes próximos.

A fossa em si pode durar por décadas, bastando uma manutenção para a troca ou reforma da caixa e biodigestor. Já a limpeza e desentupimento, devem ser realizados a cada 5 anos ou antes, dependendo da capacidade e da quantidade de moradores do imóvel.

Se existe um uso, a fossa irá manter seu funcionamento normalmente, porém, o que deve ser evitado é a obstrução do sistema, pela falta de esgotamento da fossa. O esgotamento da fossa séptica é fundamental para que ela mantenha seu funcionamento constante, por isso, marque a data da última limpeza e certifique-se de observar a necessidade do serviço a cada 3 anos.

Para acabar com entupimento de fossa séptica, só chamando a desentupidora Hidro Curitiba. A fossa séptica precisa de esgotamento profissional, pois os técnicos são especializados para fazer o desentupimento correto e o descarte nos locais certos, evitando contaminações e o desequilíbrio com o meio ambiente. A nossa empresa possui atendimento 24 horas, preço baixo e diferentes formas de pagamento, além de garantia e transparência na execução do serviço prestado. Chame agora e tenha manutenção completa para desentupimento da fossa séptica de sua casa.


Artigos do Blog


Call Now Button