Home / Noticias Blog / Thomas Merda, o homem que inventou o vaso sanitário – Em Pauta

Thomas Merda, o homem que inventou o vaso sanitário – Em Pauta

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Por volta de 1860, surgiu uma novidade na Londres industrializada e abarrotada de “slums”, uma palavra nova para descrever favelas, que acabou sendo, inesperadamente, um desastre: a privada com descarga com água. A privada com uma espécie de descarga já existia. A primeira foi construída por John Harington, um afilhado da Rainha Elizabeth, em 1597. Harington demonstrou à rainha sua invenção, ela expressou grande satisfação e logo mandou instalar no palácio. Era uma novidade muito à frente de seu tempo. Nenhuma casa adotou a privada.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Banheiros com privada e mais lotados de excrementos.

Mas o tiro que saiu pela culatra, a descarga com água, seria inventada por Joseph Bramah, duzentos anos depois da privada da rainha. As poucas casas que instalaram a privada com descarga com água ficavam cheios com uma quantidade ainda maior de tudo aquilo que o proprietário, horrorizado, queria jogar fora.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

As privadas com tubo em U e com reservatório de água.

Até o advento dos tubos em U e do coletor de água – aquele pequeno reservatório de água, atrás ou acima da privada – os cheiros que subiam, em especial nos dias quentes, eram insuportáveis. Esse problema só foi resolvido por um grande nome da história, hoje esquecido: Thomas Crapper (Thomas Merda).

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Thomas Merda chega em Londres.

Nascido em uma família pobre de Yorkshire, Thomas Merda foi a pé a Londres aos 11 anos de idade. Lá ele se torna aprendiz de encanador no bairro do Chelsea. Thomas Merda inventou o vaso sanitário que até hoje adotamos. Denominou seu invento de “Marlboro Silent Walter Wassen Preventer” (aparelho silencioso Marlboro para evitar o desperdício de água). Era limpo, à prova de vazamentos, sem odores e maravilhosamente confiável. Thomas Crapper ficou tão rico que muitos estudiosos acreditam que a palavra “crapper”, para designar “merda”, surgiu por sua causa.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

800 mil pessoas em fila para ver a privada de Thomas Merda.

A euforia tomou conta de todos que visitavam a Grande Exposição de Londres, ocorrida em 1850. Mais de 800 mil pessoas esperaram com paciência em longas filas para experimentar a novidade. Ficaram tão encantadas com o ruído e o redemoinho da água no vaso que apressaram a instalação do vaso sanitário em suas casas. Nenhum outro objeto, além das meias de nylon depois da Segunda Guerra Mundial, se popularizou com tamanha rapidez, em toda a história humana. Em pouquíssimo tempo, 200 mil privadas já estavam em uso em Londres. Para essa cidade, o vaso sanitário, foi a segunda revolução industrial.


Fonte: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

Dicas para banheiro de agachamento

Tipos de poluentes que um sistema de tratamento de água pode remover

Vou ter dar todas as dicas de tudo o que você precisa saber antes de …

Call Now Button