Home / Noticias Blog / Moradora do São Vicente sofre há anos com água suja nas torneiras

Moradora do São Vicente sofre há anos com água suja nas torneiras

A professora aposentada Mara Luza Garcia, 61 anos, conta que sofre há mais de quatro anos com a água fornecida pelo Semasa. Ela afirma que não passa um dia sem primeiro receber água suja na torneira durante à manhã e depois faltar água até o período da tarde. Além de Mara Luza, o Semasa recebeu 30 reclamações de água turva na segunda-feira.
Mara mora há 30 anos no sobrado verde da rua professora Erotides da Silva Fontes, no São Vicente. “Há quase quatro anos o problema se repete: a água falta por algumas horas no dia. Primeiro vem essa podridão e depois a água falta, voltando só a tarde”, conta.
A caixa d´água do vaso sanitário da casa é transparente e ela conta que precisa limpar todos os dias porque se forma uma crosta escura. “Toda a semana tenho que limpar, porque vem uma gordura e fica uma crosta na caixa de descarga do vaso sanitário”, conta.
Mara Luza diz que o problema com a água sem condições de uso já é de saúde pública. “Pensa uma pessoa tomar banho com uma água dessas? Como fica o cabelo? O couro cabeludo? Isso sem falar nos chuveiros que queimam”, alega.
Nesta segunda-feira, Mara estava com roupa na máquina quando começou a vir a água escura. Resultado: todas as peças ficaram manchadas. Ela ainda revela que já cansou de jogar toalhas de louça e de banho fora, porque ficaram encardidas com a água do Semasa. “As roupas ficam escuras, eu preciso colocar na água sanitária com frequência. Tem várias toalhas que eu já joguei fora”, lamenta.
A professora ainda diz que só usa água direto da rua no tanque e no banheiro. O restante passa pela caixa. “Mas eu não tenho coragem de fazer nada com a água da caixa, porque a caixa eu tenho que estar sempre limpando”, pontua.
Mara Luza gasta duas bombonas de 20 litros de água mineral por semana pra ela, o marido e o filho beberam, além de fazer a comida, já que não pode contar com a água da torneira.
O que deixa a moradora do São Vicente mais indignada é que sempre que liga pro Semasa, quando quer reclamar da falta de água e da água imputável, a resposta é a mesma: “estamos em manutenção”.

30 reclamações só na segunda-feira
O Semasa informou que está trabalhando pra identificar o problema que está levando água suja para as casas dos bairros São Vicente, Cordeiros e Cidade Nova. “Temos cerca de 30 reclamações registradas pelo atendimento dessas localidades nesta segunda-feira. Algo pode ter provocado uma desestabilização da rede. A turbidez é manganês solúvel, presente no rio Itajaí-Mirim e que fica incrustrado na rede. Esse manganês se solta em situações de despressurização”, explica a nota da autarquia.
Além disso, no final de semana foram feitas descargas na rede para “aliviar turbidez.” Novas descargas continuarão sendo feitas nas próximas madrugadas, informou o Semasa.
A autarquia ainda afirma que no bairro São Vicente aconteceram muitas obras nos últimos três anos, inclusive de esgotamento sanitário e, de fato, foram feitas muitas intervenções na rede de água.
O consumidor sempre deve registrar a reclamação na autarquia e solicitar descargas de rede. O controle sobre ocorrências de água suja é feito justamente com as reclamações registradas pelos moradores.
Já sobre a cliente Mara Luza, uma equipe irá até o endereço fazer uma descarga para limpar a rede.
Sobre as roupas danificadas, o Semasa faz o ressarcimento do serviço de lavanderia ou paga pela peça de roupa. Para isso, o reclamante deve abrir um chamado pelo WhatsApp: (47) 99261 3492.


Fonte: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

carro movido a água - kit - preço - gasolina - etanol - diesel - gnv - bosh - audi - motor - volkswagen - nissan - hidrogênio

Para aliviar o bolso com as disparadas no preço da gasolina, etanol, diesel e GNV, consumidor recorre ao Kit na internet que promete carro movido a água com valor inicial inferior a R$ 200

Kit carro movido a água por menos de R$ 200 Sege movido a água é …

Call Now Button