Matinhos de “cara nova” deve surpreender turistas no verão 2023

Matinhos de "cara nova" deve surpreender turistas no verão 2023

Matinhos de “cara nova” deve surpreender turistas no verão 2023

O veranista que visitar as praias de Matinhos, no litoral paranaense, na temporada de verão de 2022 deve encontrar um cenário muito melhor do que nos anos anteriores. Assim uma vez que em Balneário Camboriú, no litoral catarinense, a tira de areia foi ampliada entre as praias de Caiobá e Flórida. Mas mais do que mais areia nas praias, as obras de revitalização também devem trazer outros atrativos aos visitantes, uma vez que pistas de passeio e ciclovias.

LEIA MAIS – Governo define expediente nos dias de jogos da seleção na Despensa 2022

“Na temporada esses turistas vão encontrar uma Matinhos dissemelhante. É uma outra praia, completamente dissemelhante”, avaliou o diretor de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do Instituto Água e Terreno (IAT), José Luiz Scroccaro. Segundo ele, na praia de Caiobá, onde a engorda da tira de areia foi concluída em julho deste ano e já pode ser utilizada pela população, será montada uma estádio para realização de shows.

Matinhos de cara nova deve surpreender turistas no verao 2023
Asfalto novo no pavimentação da Avenida Atlântica de Matinhos, no Paraná. Foto: Colaboração / Almir Alves

LEIA AINDA – Feriadão nas estradas do Paraná terá segurança reforçada pela Polícia Rodoviária

Trechos em obras serão sinalizados

No trecho de quase dois quilômetros entre o Ducto da Avenida Paraná e o Pico de Matinhos, as obras urbanísticas, com novidade lajedo, ciclovia, pistas de passeio e corrida e paisagismo, já estão com mais de 60% de desfecho. A expectativa é que esses equipamentos estejam prontos já em dezembro, para o início da temporada de verão. “Se faltar um pouco, será um trecho muito pequeno”, destacou Scroccaro, em entrevista à Publicação do Povo.

VIU ESSA? Ressaca no litoral do Paraná cria mega degrau em praia que passou por obra de engorda

Já no trecho entre o Pico de Matinhos e o Balneário Flórida, os trabalhos de revitalização devem se prolongar até o ano que vem. De congraçamento com o diretor do IAT, o chegada às praias neste trecho ainda não foi liberado para a população, o que deve ocorrer em breve. É verosímil seguir o curso das obras em tempo real na página do IAT.

Nos locais em obras, placas de sinalização informarão a população sobre trechos interditados para a construção da novidade infraestrutura, uma vez que calçadas, ciclovias, pistas de passeio e corrida e paisagismo.

“É importante que a população respeite essas placas para evitar imprevistos durante seu período de lazer, uma vez que acidentes com máquinas trabalhando e até mesmo buracos”, comentou o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Everton Souza.

1668192724 147 Matinhos de cara nova deve surpreender turistas no verao 2023
Trechos em obras serão isolados e sinalizados para evitar acidentes. Foto: Alessandro Vieira / IAT

Trabalho seguirá durante a temporada de verão

Entre dezembro e o Carnaval, explicou Scroccaro, as obras vão seguir em um ritmo mais lento do que vêm sendo feitas agora. A opção foi a saída para encontrar um estabilidade entre a premência de concluir a revitalização e a possibilidade de minimizar os transtornos para a população lugar e os visitantes.

LEIA AINDA – “Fumar cotonete” vira febre entre adolescentes e traz alerta para os pais

“Será feito um trabalho quadra a quadra, com um quarteirão sendo interditado e trabalhado de cada vez. Liberou, passa para o próximo. Vamos fazer dessa forma mais equilibrada, porque não dá para fazer o trecho todo de uma vez por motivo da extensão dessa interdição. Mas também não dá para parar, mesmo durante a temporada”, explicou.

Entre as obras que ficarão para depois da temporada de verão estão a recomposição do asfalto e os trabalhos de micro e macrodrenagem. Segundo o diretor, o recape asfáltico só pode ser feito depois dessas duas etapas estarem 100% concluídas.

Temporais de outubro ajudaram a atualizar projeto de drenagem

Maior parte das obras de drenagem já foram iniciadas, disse Scroccaro, mas ainda não foi verosímil sentir os efeitos do novo sistema. As chuvas de outubro, segundo o Simepar, foram supra da média histórica para o litoral, o que acabou resultando em alagamentos em alguns locais de Matinhos.

Porém, os temporais tiveram um lado bom na avaliação do diretor do IAT. Com o grande volume de chuvas concentrado em poucos dias, houve transbordamento em locais que não haviam sido mapeados no projeto original de revitalização.

“Nós tivemos um dia em que houve praticamente um tufão, o que acabou trazendo chuva em excesso e alagando vários pontos da cidade. Por um lado, isso foi bom, porque nós pudemos mapear novos pontos de inundação que não tinham sido previstos originalmente nos estudos da obra. Agora o projeto deve ser atualizado, e esses novos pontos anexados à obra”, confirmou.

Baseado: Post Completo

Compartilhar esta postagem

Call Now Button
%d blogueiros gostam disto: