O jovem Gabriel Felipe Pereira, de 23 anos, foi morto a tiros na noite desta quinta-feira (7), dentro de um bar na Rua Custódio Borges de Andrade, no bairro Cajuru, em Curitiba. De entendimento com informações apuradas no região pela Orquestra B, a vítima já vinha sendo jurada de morte por traficantes da região.

O mandatário Thiago Nóbrega, da Partilha de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que a vítima estaria fugindo do atirador e entrou no estabelecimento para se esconder. “Pelo o que conseguimos obter de informações, o jovem acabou caindo em seguida fugir de um verosímil atirador que estava perseguindo ele e possivelmente os dois estavam a pé. Eles correram até o bar, onde a vítima tentou se esconder, mas acabou sendo alvejada”, contou Nóbrega.

Foto: Colaboração

As motivações e autoria do transgressão ainda serão investigadas pela Polícia Social. Porém, há a hipótese de que o caso tenha relação com a vida pregressa de Gabriel. “Ele respondia por crimes uma vez que tráfico de drogas, entre outros, mas não sei se o transgressão de hoje tem a ver com a vida pregressa dele”, afirmou o mandatário.

Em dezembro do ano distante, no indulto de Natal, Gabriel teria saído da prisão, mas no momento se encontrava homiziado, já que tinha extrapolado o prazo de retorno à cárcere.