Home / Noticias Blog / Gold Classic dá espetáculo com mais de 50 máquinas em Curitiba

Gold Classic dá espetáculo com mais de 50 máquinas em Curitiba

Nem mesmo a pandemia e seus impactos foram capazes de impedir o sucesso de mais uma etapa da Gold Classic, a segunda na temporada. O Autódromo Internacional de Curitiba recebeu, no fim de semana, nada menos que 52 máquinas, divididas em sete categorias. O que igualou o recorde registrado ano passado em Interlagos.

As duas provas foram vencidas, na classificação geral, pelo gaúcho Leovaldo Petry e seu inconfundível Ford Maverick V8 laranja. Ele também dominou a categoria Premium, que teve o paranaense José Carlos Franzói e o catarinense Richard Heidrich, ambos de GM Omega, em segundo e terceiro . Os paulistas Marco Scalamandré e Rodrigo Garcia, com um protótipo Aldee, e o gaúcho José Antônio Sala, com um Fusca equipado com motor AP 2.0, completaram as cinco posições do pódio.

Na Super Classic a vitória nas duas corridas e na classificação final foi do paulista Mauro Kern, com um Puma. Os paranaenses Admir e Diego Pardo, pai e filho, ficaram em segundo com um Aldee, mesmo modelo dos gaúchos JB Rodrigues e César Vianna. Com o mesmo modelo, os paulistas Caio Lacerda e Humberto Guerra ficaram com a quinta posição. Suficiente para manter a liderança do campeonato, já que venceram as duas corridas de Cascavel. Em quarto na etapa curitibana ficou o paranaense Rafael Schuhli, de Puma.

A categoria Turismo Light teve vitórias do paranaense Paulo Henrique Costa e do catarinense Almir Morales nas duas corridas, ambos com o VW Voyage. Na soma de pontos, eles ficaram em quarto e segundo, respectivamente. O paulista Matheus Beccalli foi declarado vencedor na etapa com o quarto lugar na primeira corrida e a segunda posição na prova final . Com um VW Passat, ele assumiu a liderança do campeonato. A quinta posição coube ao gaúcho André Padrilha, que estreou com um VW Gol.

Porsche

O paulista Giovani Almeida, de Passat, ganhou as duas corridas pela Turismo Super, que teve a dupla paranaense Thiri Lorentz/Artur Bailo em segundo e o paulista Marcelo Kairis em terceiro, ambos com VW Gol. Leandro Kairis, irmão de Marcelo, foi o quarto com um Fiat 147. Leonardo Almeida, pai de Giovani, levou seu Porsche 914 à vitória na Força Livre depois do empate em pontos com Carlos Estites, que enfrentou problemas com seu Ford Escort na prova final, apontada como critério de desempate.

A categoria GT teve dois Puma nas primeiras posições. Com duas vitórias, o mineiro Guilherme Melo foi quem comemorou a vitória na soma dos pontos, com segundo lugar do paulista Willian Chahine. O gaúcho Nando Brock, com Bianco S, o paulista Reinaldo Cangueiro, com Farus TS, e os paulistas Kadan Risso e Fábio Bensuaski, com VW Karmann-Ghia, completaram o pódio. Cangueiro, vencedor das duas corridas na etapa de Cascavel, segue na liderança de campeonato, com Melo em segundo.

A categoria Gold Speed, com três carros no grid, revelou o primeiro título de 2020 na Gold Classic. Moacir Fighera e seu filho Daniel, correndo em dupla, repetiram as vitórias de Cascavel e asseguraram o título com um Fusca. Os catarinenses Rodrigo Pupo e Anderson Rieper levaram ao segundo lugar o modelo 1600 da Volkswagen – conhecido pelo apelido “Zé do Caixão” –, similar ao que deu a terceira posição aos gaúchos Jorge Machado e Cleveland Soares.

A temporada 2020 da Gold Classic será concluída no dia 28 de novembro, em Interlagos. Com expectativa de novo recorde de inscritos, confirmando a força dos clássicos nas pistas brasileiras.

Curtiu? Então siga o Racemotor nas redes sociais:
Facebook
Twitter

Instagram



Fonte: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

Moradores fazem festa para pedreiros que asfaltaram rua após 15 anos

Moradores fazem festa para pedreiros que asfaltaram rua após 15 anos

Um grupo de moradores de Rio Verdejante, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, decidiu …

Call Now Button