Entre as capitais, Curitiba registra a pior situação em ocupação de leitos

| Foto: Geraldo Bubniak/AEN

O Boletim do Observatório Covid-19 da Fiocruz divulgado nesta quinta-feira (17) aponta que o quadro da pandemia no Brasil, que se aproxima de meio milhão de mortes, permanece “bastante crítico”. O boletim trata das semanas epidemiológicas 22 e 23 de 2021 (30 de maio a 12 de junho). Em relação às taxas de ocupação de leitos de UTI para pacientes com sintomas da Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS), a Fiocruz aponta um quadro maioria “muito preocupante” e Paraná e Curitiba são os destaques negativos. Dezoito estados e o Província Federalista apresentam taxas de ocupação de pelo menos 80%, sendo que em oito deles as taxas de ocupação são iguais ou superiores a 90%. Os piores casos – com 97% de ocupação – estão no Paraná e no Tocantins. Em relação às capitais, 16 delas estão com taxas de ocupação de pelo menos 80% e 9 com taxas iguais ou superiores a 90%. Curitiba apresentou a pior situação, com lotação de 102%.