Home / Noticias Blog / Curitiba registra 12 chamadas emergenciais de quedas de árvores por dia

Curitiba registra 12 chamadas emergenciais de quedas de árvores por dia

Com mais de 320 mil árvores em vias públicas, Curitiba é hoje uma das cidades mais arborizadas do Brasil, com mais ou menos uma árvore para cada seis habitantes e espécies variadas, que compõem a paisagem da cidade com o verde e as cores. Alguns momentos, entretanto, isso também causa alguns transtornos, em es pecial no verão, por conta da quantidade de chuva e dos ventos fortes, tipicos de tempestades.

Na tarde de ontem, por exemplo, a forte chuva que atingiu a cidade provocou problemas. No bairro Rebouças, quatro pessoas ficaram feridas após uma árvore cair e atingir um ônibus Ligeirinho e um carro no cruzamento das avenidas Iguaçu e Marechal Floriano Peixoto.

“Eu vinha devagar, só vi o vulto da árvore caindo. Só pensei em segurar o ônibus. Foi um grande susto”, conta Sebastião Andrade, motorista do ônibus atingido. Além dessa ocorrência, pelo menos outros quatro pontos na cidade, nos bairros CIC, Pinheirinho e Bairro Alto, também registraram ocorrências de queda de árvore ou galhos.

De acordo com estimativa da Prefeitura de Curitiba, no verão há um aumento de aproximadamente 40% nos chamados de emergência. Neste ano, apenas no mês de janeiro, a Central 156 do município registrou 381 demandas relacionadas à árvores em vias públicas.

Desses atendimentos todos, 221 (58% do total) eram solicitações de atendimento emergencial – quando uma árvore ou galhos caem em via pública ou quando há risco iminente de queda. Os dados foram compilados a partir da Base de Dados da Central 156, disponível ao público no Portal de Dados Abertos de Curitiba.

Entre os bairros com mais atendimentos emergenciais, o Boqueirão se destaca com 21 registros. Na sequência aparecem o Sítio Cercado (19), o Bacacheri (18), o Água Verde e o São Francisco (14 cada). Além disso, dos 75 bairros da cidade, 60 (80% do total) tiveram pelo menos uma solicitação de atendimento emergencial.

O que fazer em caso de queda na cidade

Para pedir a retirada de galhos ou árvores que tenham caído por conta de temporais, o cidadão deve acionar a Central 156, por telefone, site ou aplicativo (disponível na Google Play e na Apple Store). O atendimento acontece por odem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada – a prioridade é sempre os casos em que há obstrução de ruas.

Já quando a queda acontecer dentro de imóveis e envolver risco às pessoas, é o Corpo de Bombeiros que deve ser acionado, por meio do telefone 193. Em vias públicas, quando houver comprometimento aos cabos de energia, o mais recomendado é acionar a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), já que o serviço de retirada, nestes casos, só pode ser feito com o desligamento da energia, para evitar acidentes.

Arborização na cidade é rica e variada

O cenário da arborização em Curitiba não se destaca só pela quantidade, mas também pela variedade de espécie, o que permite aos curitibanos viver com um pouco de tudo: desde a nativa Araucária Angustifolia, símbolo do Paraná e de sua capital dos pinhões e pinheirais, às corticeiras de quase 80 anos que resistem nas bandas da Avenida Iguaçu, aos Alfeneiros e as Tipuanas, plantios dominantes nas décadas de 70/80.

Com o passador do tempo, inclusive, a paisagem verde da cidade têm se renovado. No ano passado, por exemplo, Curitiba lançou um desafio ousado para a população: ter 100 mil plantios de árvores nativas de setembro de 2019 a setembro de 2020. Até aqui, já foram mais de 47 mil árvores plantadas na cidade em pouco mais de quatro meses, o que representa quase metade da meta. Só na última terça-feira, por exemplo, foi inaugurado o Bosque da Colina, no Pilarzinho. Localizado em uma área de morro e fundo de vale, o local recebeu o plantio de 1,5 mil mudas.

Prevenção

A Prefeitura de Curitiba possui equipes de arborização, responsáveis por fazer a manutenção das árvores em via pública. Apesar disso, não há como garantir que árvores sadias não terão desprendimento de galhos ou quedas neste período. O município faz o monitoramento, podas preventivas e retirada de agentes parasitas, além de promover as vistorias e atendimentos solicitados pela população.

Bairros com maior demanda de atendimento emergenciais envolvendo árvore
(Dados de janeiro – 2020)
Boqueirão 21
Sítio Cercado 19
Bacacheri 18
Água Verde 14
São Francisco 14
Xaxim 13
Bairro Alto 13
Boa Vista 12
Cajuru 11
Batel 11
Barreirinha 11

Fonte: Base de Dados da Central 156, Prefeitura de Curitiba




Fonte: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

Laboratório Tecpar Covid

Para refrescar:conheça dez cachoeiras perto de Curitiba

Catadupa do Panelão| Foto: Reprodução/Facebook Zero melhor que um banho de cascata para se refrescar …

Call Now Button