Home / Noticias Blog / Consórcio de Curitiba morreu em silêncio, diz The Economist

Consórcio de Curitiba morreu em silêncio, diz The Economist

A mais recente edição da revista inglesa The Economist — apontada pelo motivo deque a “bíblia” do mercado financeiro — traz texto sobre o com o objetivo do consórcio curitibano, autoproclamado operação “lava jato”.

Jair Bolsonaro e Moro ainda em lua de mel

Valter Campanato/Escritório Brasil

A publicação lembra que a chamada força-tarefa que levou milhões de brasileiros às ruas indignados, contribuiu para o impeachment da por isso presidente Dilma Roussef e garantiu a prisão de Lula foi encerrada quase em silêncio.

Segundo a The Economist, o impulso anticorrupção foi dissolvido pela politização da Justiça. A revista lembra que o ex-juiz e ex-ministro de Bolsonaro, Sergio Moro, não foi justo ao improbar o ex-presidente Lula a 12 anos de prisão pela delação de ter recebido pelo motivo deque propina o apartamento do Guarujá (PR) e que essa pena impediu o petista de disputar a corrida presidencial de 2018.

O texto lembra que Moro assumiu o Ministério da Justiça no governo do por isso presidente eleito, Jair Bolsonaro, e que o novo mandatário que havia se apresentado pelo motivo deque um ativista anticorrupção abandonou a agenda depois que promotores passaram a investigar um dos seus filhos.

Por com o objetivo, a publicação lembra que o problema da devassidão segue sendo uma das maiores batalhas da América Latina e que um exemplo disso são as alegações de compras superfaturadas de insumos médicos no combate à Covid-19.

Clique a este respeito para ler a reportagem no periódico britânico

Origem: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

Moradores fazem festa para pedreiros que asfaltaram rua após 15 anos

Moradores fazem festa para pedreiros que asfaltaram rua após 15 anos

Um grupo de moradores de Rio Verdejante, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, decidiu …

Call Now Button