Home / Noticias Blog / Com 96% das UTIs ocupadas, Curitiba tem protestos contra lockdown

Com 96% das UTIs ocupadas, Curitiba tem protestos contra lockdown

Em meio as novas restrições anunciadas pela prefeitura, Curitiba teve hoje um protesto contra o lockdown e pela reabertura do negócio. Manifestantes — muitos deles carregando bandeiras do Brasil — levavam cartazes com críticas ao prefeito Rafael Greca (DEM) e demonstrações de suporte a um suposto “tratamento precoce” contra o coronavírus.

“Não queremos vacina, temos a cloroquina!”, “ivermectina já!” e “cloroquina, azitromicina e zinco salvam vidas!” são algumas das palavras de ordem adotadas pelos manifestantes durante o ato. Nenhum desses medicamentos, também defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), tem eficiência comprovada no tratamento da covid-19.

Protesto em Curitiba - Eduardo Matysiak/Futura Press/Estadão Conteúdo - Eduardo Matysiak/Futura Press/Estadão Conteúdo

“Ivermectina já!”, pede manifestante; medicamento não funciona para tratar a covid-19

Imagem: Eduardo Matysiak/Futura Press/Estadão Teor

O UOL procurou a prefeitura de Curitiba para pedir um posicionamento solene e aguarda retorno.

Seguindo o decreto estadual do último dia 26 de fevereiro, a capital paranaense decidiu suspender todos os técnico e atividades não essenciais até a próxima segunda-feira (8). A prefeitura também instituiu restrições à circulação de pessoas (toque de recolher) das 20h às 5h, todos os dias.

A comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em espaço de uso público ou coletivo, inclusive em estabelecimentos comerciais, também estão proibidos. No período de vigência do decreto, shopping centers, bares, comércios de rua, salões de venustidade, academias, cinemas, teatros, casas noturnas, parques e museus devem permanecer fechados.

Aulas presenciais ficam suspensas, tanto nas escolas públicas uma vez que nas particulares. Cultos e quaisquer atividades religiosas são permitidos somente em formato virtual e para atendimentos individualizados, mantido o distanciamento.

Curitiba confirmou hoje mais 982 casos de covid-19, além de 20 novas mortes, segundo último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. Doze desses óbitos aconteceram nas últimas 48 horas.

A taxa de ocupação dos leitos públicos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) está em 96%, restando somente 17 livres. Hoje foram ativados mais quatro leitos exclusivos para pacientes de covid-19 na cidade — dois no Hospital Victor Ferreira e dois na UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Tatuquara.

Ao todo, a capital paranaense registra 146.510 infectados e 3.020 mortes pelo coronavírus desde o início da pandemia.

(Com Estadão Teor)

Original: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

Bienal Internacional de Curitiba ganha edição online

Bienal Internacional de Curitiba ganha edição online

sexta-feira, 09/04/2021, 11h47 CBN Foto: Divulgação/Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba Devido à pandemia, …

Call Now Button